Agosto 2009


Em Assembleia Geral da Associação de Futebol de Santarém, realizada no passado dia 25 de Agosto, foi aprovada alteração ao regulamento oficial de provas, com a introdução de uma penalização para os clubes dos diferentes escalões que terminando as suas provas em primeiro lugar abdiquem de ascender ao campeonato nacional.

Assim, foi aprovado, apenas com um voto contra, que o clube que, tendo garantido o primeiro lugar não queira subir à prova de âmbito nacional, seja despromovido ao escalão mais baixo dos campeonatos distritais.

Anúncios

Realizou-se ontem o sorteio da Divisão Principal da Associação de Futebol de Santarém, com referência à época de 2009-10, com o seguinte esquema em termos de alinhamento das equipas e jornadas:

1 – Alcanenense; 2 – União de Tomar; 3 – Ouriquense; 4 – Cartaxo; 5 – Torres Novas; 6 – Riachense; 7 – Mação; 8 – Amiense; 9 – Fazendense; 10 – União Almeirim; 11 – Pego; 12 – Alferrarede.

1ª Jornada: 1-3; 10-5; 8-7; 6-9; 4-11; 12-2
2ª Jornada: 3-12; 5-1; 7-10; 9-8; 11-6; 2-4
3ª Jornada: 3-5; 1-7; 10-9; 8-11; 6-2; 12-4
4ª Jornada: 5-12; 7-3; 9-1; 11-10; 2-8; 4-6
5ª Jornada: 5-7; 3-9; 1-11; 10-2; 8-4; 12-6
6ª Jornada: 7-12; 9-5; 11-3; 2-1; 4-10; 6-8
7ª Jornada: 7-9; 5-11; 3-2; 1-4; 10-6; 12-8
8ª Jornada: 9-12; 11-7; 2-5; 4-3; 6-1; 8-10
9ª Jornada: 9-11; 7-2; 5-4; 3-6; 1-8; 12-10
10ª Jornada: 12-11; 2-9; 4-7; 6-5; 8-3; 10-1
11ª Jornada: 11-2; 9-4; 7-6; 5-8; 3-10; 1-12

Assim, a 1ª jornada da prova, a realizar a 6 de Setembro, compreende as seguintes partidas:

Alcanenense – Ouriquense
U. Almeirim – Torres Novas
Amiense – Mação
Riachense – Fazendende
Cartaxo – Pego
Alferrarede – U. Tomar

De seguida, o U. Tomar defrontará sucessivamente: Cartaxo (13 de Setembro), Riachense (20/9), Amiense (26/9), U. Almeirim (10 de Outubro), Alcanenense (25/10), Ouriquense (28/10), Torres Novas (8 de Novembro), Mação (11/11), Fazendense (15/11) e Pego (22 de Novembro).

A propósito desta notícia da Rádio Hertz, não posso calar – não obstante o tom categórico, quase dogmático com que é expressa a opinião – algumas interrogações relativamente a texto publicado no blogue Tomar a Dianteira, sob o título “Corvelo de Sousa tem razão!“.

Socorrendo-me das próprias palavras do autor: «Isto porque não se pode comparar o que de modo algum é comparável». O que faz o autor se não “comparar o que de modo algum é comparável”, quando cita os casos de Zebras do Alvito, o Ateneu, a Tuna, os Tomarenses, os Fixes e a Floresta do Nabão?

Sem de todo pretender desmerecer estas associações, que outra instituição terá contribuído mais para a divulgação e promoção do nome de Tomar que o União, ao longo da sua quase centenária existência?

E, mais adiante, «O que é falso e contrário aos ditames oficiais, os quais proibem que se financiem, com dinheiros públicos, organizações com fins lucrativos», o que me suscita nova interrogação: será o União de Tomar uma organização com fins lucrativos?

E ainda, perante um quase incitamento ao fim do clube, ao concluir que – a propósito das associações antes referidas – «também fecharam portas e não morreu ninguém. Tal como as pessoas, os animais ou as árvores, as instituições nascem, desenvolvem-se, definham e morrem», concordará o autor que tais palavras sejam aplicadas, num tão infeliz como legítimo paralelismo, à sua inquietação com o facto de «a própria continuidade da festa poderiam estar definitivamente comprometidos»?

Admitindo não ser profundo conhecedor dos meandros orçamentais das autarquias locais, termino com uma última interrogação: não excederão largamente os serviços prestados pelo União a Tomar e aos tomarenses – ao longo de 95 anos de história – os parcos subsídios camarários atribuídos ao clube?

Inscreveram-se na Divisão Principal da A. F. Santarém para a época 2009-10 – cujo sorteio será realizado no próximo dia 18 de Agosto – os seguintes 12 clubes:

  • Cartaxo
  • Torres Novas
  • Riachense
  • U. Tomar
  • Fazendense
  • Amiense
  • Alcanenense
  • Mação
  • U. Almeirim
  • Ouriquense
  • Pego
  • Alferrarede

Destaque para a desistência do Samora Correia, abrindo assim vaga para a (re)entrada do Riachense, actual Campeão Distrital, que renunciou à promoção ao Campeonato Nacional da III Divisão.

Na Divisão Secundária, cujas inscrições se encontram em curso, estão já inscritas as seguintes 10 equipas: Rio Maior (desistente da III Divisão Nacional), At. Ouriense, Benavente, Assoc. Desp. Cidade Ferroviária Entroncamento (novo clube, substituindo o extinto Ferroviários do Entroncamento), Cercal, Barrosense, At. Pernes, Caxarias, Marinhais e Atalaiense.

Das equipas participantes na época transacta, não haviam ainda efectuado a sua inscrição: Ferreira Zêzere, Assentiz, Porto Alto, Vilarense, Águias Alpiarça, Moçarriense, Pontével, Salvaterrense, Linhaceira, Glória, Mindense, Goleganense, Amigos Coruchense, Meiaviense, Tramagal, Mouriscas e Bemposta.

Realizou-se na passada quinta-feira, dia 6 de Agosto, o sorteio do Campeonato Nacional da III Divisão, relativo à época de 2009-10, prova na qual o Distrito de Santarém não regista qualquer participante, na sequência das desistências do Abrantes FC, Rio Maior, das despromoções de Cartaxo e Torres Novas, e da renúncia do Riachense à promoção.

     Série A                   Série B                   Série C
1 - Marinhas              1 - Oliveirense           1 - Avanca
2 - Fão                   2 - Serzedelo             2 - S. João de Vêr
3 - Valenciano            3 - Pedrouços             3 - Fiães
4 - Maria da Fonte        4 - Rebordosa             4 - Mêda
5 - Limianos              5 - Fafe                  5 - Cesarense 
6 - Amares                6 - Leça                  6 - Milheiroense
7 - Morais                7 - T. Moncorvo           7 - Sanjoanense
8 - M. Cavaleiros         8 - Infesta               8 - O. Douro
9 - Bragança              9 - Vila Meã              9 - Coimbrões
10 - Mirandela            10 - Amarante             10 - Candal
11 - Santa Maria          11 - Famalicão            11 - Pen. Castelo
12 - Montalegre           12 - Joane                12 - Cinfães

     Série D                   Série E                   Série F
1 - Vigor Mocidade        1 - Oeiras               1 - Lusitano Évora 
2 - Nelas                 2 - O. Moscavide         2 - Juventude Évora
3 - B. C. Branco          3 - Portomosense         3 - Beira-Mar M. Gordo
4 - Alcains               4 - Gavionenses          4 - Moura
5 - Sourense              5 - Sintrense            5 - Castrense
6 - Mangualde             6 - 1º Dezembro          6 - U. Montemor
7 - Pombal                7 - Alcochetense         7 - Fabril Barreiro
8 - Anadia                8 - Torreense            8 - E. Lagos 
9 - Gândara               9 - Casa Pia             9 - Quarteirense
10 - Tocha                10 - At. Tojal           10 - Farense
11 - F. Algodres          11 - Caldas              11 - Pesc. C. Caparica
12 - Penamacorense        12 - Peniche             12 - C. Piedade

A itálico – Equipas despromovidas da II Divisão
A negrito – Equipas promovidas dos Distritais

Na Série Madeira participam: 1 – Estrela da Calheta; 2 – Portosantense; 3 – 1º Maio; 4 – Caniçal; 5 – Cruzado Canicense; 6 – Porto Cruz; 7 – Andorinha; 8 – Câmara de Lobos; 9 – União;  10 – Ribeira Brava; 11 – Porto Moniz; e 12 – Machico.

O alinhamento dos jogos é o seguinte, jornada a jornada:

1ª Jornada (06.09.2009): 1-3, 10-5, 8-7, 6-9, 4-11, 12-2
2ª Jornada (20.09.2009): 3-12, 5-1, 7-10, 9-8, 11-6, 2-4
3ª Jornada (27.09.2009): 3-5, 1-7, 10-9, 8-11, 6-2, 12-4
4ª Jornada (11.10.2009): 5-12, 7-3, 9-1, 11-10, 2-8, 4-6
5ª Jornada (25.10.2009): 5-7, 3-9, 1-11, 10-2, 8-4, 12-6
6ª Jornada (01.11.2009): 7-12, 9-5, 11-3, 2-1, 4-10, 6-8
7ª Jornada (08.11.2009): 7-9, 5-11, 3-2, 1-4, 10-6, 12-8
8ª Jornada (15.11.2009): 9-12, 11-7, 2-5, 4-3, 6-1, 8-10
9ª Jornada (06.12.2009): 9-11, 7-2, 5-4, 3-6, 1-8, 12-10
10ª Jornada (13.12.2009): 12-11, 2-9, 4-7, 6-5, 8-3, 10-1
11ª Jornada (20.12.2009): 11-2, 9-4, 7-6, 5-8, 3-10, 1-12

Por fim, na Série Açores participarão: Angrense; Lusitânia; Flamengos; Rabo Peixe; Santiago; Barreiro; U. Micaelense; Capelense; Madalena; e Boavista de São Mateus.

Em relação à simulação “tentativa” aqui apresentada em 9 de Junho, registam-se as seguintes alterações: “substituição” dos desistentes Rio Maior e U. Coimbra, por Penamacorense e Castrense (assim evitando a despromoção aos Distritais); e “substituição” do U. Tomar (cuja candidatura não foi aceite pela FPF, dado a posição da A. F. Santarém no ranking) pelo At. Tojal, da A. F. Lisboa – efectivamente, as Associações de Futebol de Porto, Braga e Lisboa, beneficiaram das suas posições no ranking para colocar também os segundos classificados dos respectivos campeonatos distritais na III Divisão Nacional: Candal, Famalicão e At. Tojal. Para além da Associação de Santarém, também a de Coimbra não terá qualquer equipa promovida, dada a desistência do Campeão Distrital, U. Coimbra.

Não obstante a anunciada desistência do Lousada do Campeonato Nacional da II Divisão e as dúvidas que subsistem quanto à capacidade de Boavista e E. Amadora cumprirem os requisitos financeiros necessários à inscrição nessa prova, os regulamentos da FPF não prevêem que essa(s) vaga(s) sejam ocupadas por equipas que tenham participado no sorteio do Campeonato Nacional da III Divisão.

Assim, apenas eventuais desistências de outras equipas participantes nesta competição poderiam originar a abertura de novas vagas, hipoteticamente a preencher pelos segundos classificados de outras Associações Distritais (disposição de que beneficiaram já, por ordem, as Associações do Porto, Braga e Lisboa – sendo que a A. F. Santarém apenas surge posicionada em 8º lugar, ainda após as Associações de Aveiro, Viseu, Leiria e Coimbra).

O Presidente da Autarquia Tomarense foi convidado do programa Hertz Desportivo, como não podia deixar de ser, a dívida do U. Tomar às finanças foi abordada. O clube decidiu pedir ajuda à autarquia, só que Corvelo de Sousa afirmou que não pode ser aberto um precedente nesta situação. Ou seja, caso a Câmara Municipal de Tomar liquidasse os 115 mil euros em causa, todos os outros clubes estariam no direito de reivindicar verba idêntica.

Corvelo de Sousa disse, ainda, não compreender a necessidade de divulgar quais os dirigentes que estiveram na origem da dívida… uma vez que esses nomes são públicos: «Eu não posso estar a falar pelo executivo. Não vou determinar deliberações mas admito que pagar essa dívida pelo U. Tomar seria abrir um precedente. Depois, os outros clubes, teriam toda a legitimidade para se mostrarem prejudicados. Nestes momentos de crise, que todos os clubes atravessam, servem para reforçar os laços entre sócios, adeptos e amigos… Já houve gente mais que suficiente e disponível para ajudar o U. Tomar neste caso. Porque é que não se avançou para essa resolução?! A questão de divulgar os nomes não faz sentido porque, como em todas as associações, tudo isto já é do conhecimento público».

(Rádio Hertz – via Nabantia)

Ou como ter “dois pesos e duas medidas”, depois de ter sido decidido assumir as dívidas decorrentes da organização da Festa dos Tabuleiros de 2003…

Arrancou esta sexta-feira a XXII edição da Festa da Cerveja, organizada pelo U. Tomar. O certame decorre este ano na zona que liga o Estádio Municipal à Piscina Vasco Jacob. A principal novidade prende-se com a comercialização de vinho branco e vinho tinto de mesa da marca U. Tomar. Esta foi uma das formas encontradas pela direcção para angariar fundos com vista ao pagamento da dívida às Finanças. A Festa da Cerveja prolonga-se até domingo, dia 9.

(O Templário)