Dentro de uma ou duas semanas vão surgir desenvolvimentos no U. Tomar. Resta saber se para o bem ou para o mal. Recorde-se que a direcção do clube nabantino estipulou o final do mês de Janeiro como data limite para que aparecesse alguma solução para a dívida às Finanças… e a verdade é que estamos no segundo dia de Fevereiro.

A Hertz sabe que esse prazo foi alargado por mais algumas semanas, pois têm surgido movimentações no sentido de ajudar o U. Tomar, nomeadamente a título particular, à semelhança do que aconteceu há alguns meses, quando um grupo de amigos e sócios do clube se reuniram para desbloquear a situação. O próprio Corvelo de Sousa, presidente da Câmara Municipal, está a tentar encontrar apoios a título particular, até porque a autarquia ainda não apresentou qualquer solução. Para além destas movimentações, é objectivo dos dirigentes do unionistas apresentarem as contas e que as mesmas sejam aprovadas em Assembleia Geral.

(Rádio Hertz)