Total               Casa            Fora
 1º U. Tomar       34 22 10  2  50-14  54  11  5  1 30- 8  11  5  1 20- 6
 2º Naval          34 20  9  5  61-23  49  13  2  2 41-12   7  7  3 20-11
 3º Mirandense     34 20  7  7  52-16  47  13  4  - 36- 3   7  3  7 16-13
 4º U. Santarém    34 18  9  7  53-24  45  11  4  2 35-12   7  5  5 18-12
 5º Alcobaça       34 13 14  7  34-27  40   8  8  1 18- 7   5  6  6 16-20
 6º Torres Novas   34 15 10  9  48-40  40   9  5  3 29-18   6  5  6 19-22
 7º Fátima         34 14 11  9  55-28  39  10  4  3 37-11   4  7  6 18-17
 8º Sertanense     34 12 14  8  39-31  38   8  8  1 24-14   4  6  7 15-17
 9º Alcanenense    34 11 15  8  43-30  37   9  7  1 28- 7   2  8  7 15-23
10º Marinhense     34  9 15 10  39-42  33   7  6  4 23-17   2  9  6 16-25
11º E. Portalegre  34  9 10 15  37-53  28   8  6  3 28-15   1  4 12  9-38
12º Bombarralense  34  4 19 11  21-34  27   2 12  3  9-10   2  7  8 12-24
13º Nazarenos      34  9  9 16  38-52  27   6  6  5 20-18   2  3 12 17-35
14º Alcains        34  7 11 16  43-51  25   7  4  6 30-20   -  7 10 13-31
15º Castelo Vide   34  8  8 18  26-54  24   7  3  7 18-22   1  5 11  8-32
16º Marrazes       34  7  8 19  25-51  22   6  5  6 17-16   1  3 13  8-35
17º Alfeizerense   34  7  8 19  29-61  22   7  3  7 23-25   -  5 12  6-36
18º Ferrel         34  5  5 24  23-85  15   5  4  8 13-22   -  1 16 10-63

Sertanense – Naval – 0-1
Bombarralense – Alcobaça – 1-2
Alfeizerense – Castelo Vide – 2-1
Fátima – Torres Novas – 0-1
Alcanenense – Mirandense – 1-0
U. Tomar – Marrazes – 3-1
E. Portalegre – Ferrel – 9-0
Nazarenos – Marinhense – 4-3
U. Santarém – Alcains – 2-2

Nota – O quadro acima fora preparado tendo por base os resultados indicados nos jornais consultados. Porém, de acordo com os registos da Federação Portuguesa de Futebol, há lugar às seguintes rectificações (as quais foram tidas já em consideração para efeitos das classificações apresentadas jornada a jornada):

  • Alcains – Marinhense (1ª jornada) – 3-0 (em vez de 2-0)
  • Naval – Alcains (8ª jornada) – 4-0 (em vez de 3-0)
  • Mirandense – Torres Novas (9ª jornada) – 4-1 (em vez de 3-1)
  • Fátima – Alcains (12ª jornada) – 6-1 (em vez de 5-1)
  • Alcobaça – Alfeizerense (18ª jornada) – 2-0 (em vez de 1-0)
  • Alcains – Mirandense (21ª jornada) – 1-2 (em vez de 0-2)
  • Marrazes – Sertanense (29ª jornada) – 0-3 (em vez de 3-0)
  • Nazarenos – Marinhense (34ª jornada) – 4-2 (em vez de 4-3)

(Imagem – “A Bola”, 21.05.1990)

(Imagem – “Record”, 22.05.1990)

Na sequência do chamado “caso Famalicão” – que, depois de ter sido despromovido da I à III Divisão no início da época 1988-89 devido a caso de corrupção (alegada prática de suborno em jogo com o Macedo Cavaleiros), viria a ser reposicionado na I Divisão para o campeonato de 1990-91, originando um alargamento de 18 para 20 clubes, com reflexos também nas divisões secundárias (que registavam já uma época extraordinária, devido à criação da Divisão de Honra, o que proporcionava aos 5 primeiros classificados da III Divisão a promoção à II Divisão B – sendo promovidas 30 equipas, em vez das habituais 12) -, foi deliberada a disputa de uma série de jogos de apuramento, no mês de Agosto de 1990.

Apuramento para a I Divisão

Participantes: U. Madeira (16º I), Portimonense (17º I), Feirense (18º I), Aves (3º II Divisão Norte, atrás do Famalicão), Espinho (2º II Divisão Centro) e Barreirense (2º II Divisão Sul)

Fase eliminatória (12.08.1990)

Aves – Barreirense – 0-0 (3-1 g.p.) – jogo disputado na Figueira da Foz
União Madeira – Portimonense – 3-1 – jogo disputado em Viseu
Espinho – Feirense – 1-2 – jogo disputado em Aveiro

Liguilla

15.08.1990 – Aves – União da Madeira – 0-1 (Mira de Aire)
19.08.1990 – Aves – Feirense – 2-0 (Lamego)
22.08.1990 – União Madeira – Feirense – 1-1 (Guarda)

1º União Madeira, 4; 2º Aves, 3; 3º Feirense, 1

U. Madeira manteve-se na I Divisão.

Apuramento para a II Divisão de Honra

Apurados os 5 clubes eliminados da liguilla para a I Divisão: Aves, Feirense, Portimonense, Espinho e Barreirense, assim como os 3º a 7º classificados de cada uma das Zonas Norte, Centro e Sul (Paços Ferreira, Maia, Freamunde e Varzim; União Leiria, Académica, Ac. Viseu, Águeda e B. C. Branco; Louletano, Elvas, Torreense, Estoril e Lusitano V.R.S.A.).

Para apuramento do 20º participante, disputou-se uma liguilla entre os 8º classificados das Zonas Norte, Centro e Sul da II Divisão (Leixões, Mirense e Juv. Évora).

12.08.1990 – Juv. Évora – Mirense – 2-3 (Portalegre)
15.08.1990 – Juv. Évora – Leixões -2-3 (Tomar)
19.08.1990 – Mirense – Leixões – 1-2 (Cantanhede)

1º Leixões, 6; 2º Mirense, 3; 3º Juv. Évora, 0

Apurado para a II Divisão de Honra o Leixões.

Apuramento para a II Divisão B

Apurados automaticamente para a II Divisão B o Mirense e Juv. Évora, juntamente com os 9º a 14º de cada uma das 3 zonas da antiga II Divisão, assim como os 5 primeiros classificados de cada uma das 6 séries da III Divisão, num total de 50 equipas.

Com o alargamento de cada zona para 20 equipas, foi necessário “repescar” mais 10 clubes, em eliminatórias envolvendo os 4 últimos classificados de cada uma das 3 zonas da II Divisão – que, normalmente, teriam sido despromovidos à III Divisão (Vizela, Vianense, Trofense e Marco; Oliveirense, Lousanense, Oliv. Bairro e Peniche; O. Moscavide, Portalegrense, Sintrense e Samora Correia) -, os 6º classificados das 6 séries da III Divisão e os 2 melhores 7º classificados das 6 séries da III Divisão (Fátima e Moura) – jogos disputados a 19.08.1990:

Peniche – Leça – 0-2
Samora Correia – Sintrense – 1-3
Torres Novas – Lousanense – 1-2
Moura – Marco – 0-2
Portalegrense – Trofense – 0-1
Loures – Almansilense – 2-0
Amadores de Caminha – Oliveirense – 0-5
Vizela – Fátima – 2-0
U. Coimbra – Vianense – 1-1 (3-1 g.p.)
Oliv. Bairro – O. Moscavide – 1-2

Apurados para a II Divisão B: Leça, Sintrense, Lousanense, Marco, Trofense, Loures, Oliveirense, Vizela, U. Coimbra e O. Moscavide.

Apuramento para a III Divisão

A III Divisão da época 1990-91 compreendeu 108 clubes (6 séries de 18): os 10 eliminados no apuramento para a II Divisão B, 46 clubes classificados acima dos 4 últimos lugares de cada uma das 6 séries da III Divisão (entre o 7º e 14º lugares), 5 clubes satélites (Arsenal de Braga, Arsenal do Bessa, Brasfemes, Viseu FC e Juventude de Belém), 38 clubes apurados dos Distritais, tendo os restantes 9 sido apurados por via de eliminatórias entre 24 clubes da III Divisão (classificados entre o 15º e 18º lugares – que teriam sido normalmente despromovidos) e 12 clubes dos Distritais.

1ª eliminatória (15.08.1990)

Eléctrico Ponte Sôr – Cartaxo – 0-1
Pego – Valecambrense – 1-0
Sesimbra – Borbense – 1-2 (a.p.)
Touring Praia Mira – Cacém – 3-2
Castelo Vide – Trafaria – 1-2
Mortágua – Sabugal – 2-0
Santa Marta Penaguião – E. Vendas Novas – 1-1 (4-5 g.p.)
Alvaiázere – Aliados Lordelo – 0-2 (a.p.)
Alfeizerense – Valadares – 0-1
Ribeirão – Marrazes – 1-1 (3-4 g.p.)
Seia – Reguengos Monsaraz – 1-1 (3-1 g.p.)
Vila Pouca – Cariense – 5-0
Lanheses – Paivense – 0-1
Lamego – Casa Pia – 0-3
Fronteirense – Prado – V-Falta de Comparência
Quimigal – Ferrel – V-Falta de Comparência
Camacha – Marinhais – 2-0
Cinfães – Cortegaça – 2-3

2ª eliminatória (19.08.1990)

Aliados Lordelo – Quimigal – 0-1
Marrazes – Cortegaça – 3-2
Casa Pia – Borbense – 1-1 (3-4 g.p.)
Fronteirense – Cartaxo – 0-6
Valadares – Pego – 2-1
Seia – Paivense – 1-4
Vila Pouca – Trafaria – 1-0
Mortágua – Camacha – 1-1 (5-3 g.p.)
E. Vendas Novas – Touring Praia Mira – 3-0

Apurados para a III Divisão: Quimigal, Marrazes, Borbense, Cartaxo, Valadares, Paivense, Vila Pouca, Mortágua e E. Vendas Novas.

Em conclusão, da Série D da III Divisão foram promovidos à II Divisão B: U. Tomar, Naval, Mirandense, U. Santarém e Alcobaça. Foram despromovidos aos Distritais: Castelo Vide, Alfeizerense e Ferrel.

Anúncios