Setembro 2012


U. AbrantinaU. ABRANTINA – João Rosa, Bruno Mateus, Pedro Roldão, Gonçalo Lélé, Diogo Rocha, João Ferreira (c.), David Cabaço, Topa (86m – Luís Lucas), João Mourato, Gonçalo Santos (57m – João Oliveira) e Rui Sousa

U. TOMAR – André Costa, Luís Pinto (76m – João Marinheiro), André Roriz (c.), Fábio Marques, André Silva, Marquito (45m – Rui Pedro Lopes), Christyan Pedroso, Bruno Pinto (63m – Hugo Grácio), Juninho, Nuno Veríssimo e David

(suplentes – Mário Ribeiro, João Tapadas,  Diogo Gaspar e Thiago Favero)

1-0 – Pedro Roldão – 38m

Cartões amarelos – Gonçalo Santos (22m), David Cabaço (51m) e Rui Sousa (90m); Marquito (31m), Bruno Pinto (60m), Luís Pinto (68m) e Rui Pedro Lopes (70m)

Árbitro – Gonçalo Freire

Riachense – Fazendense – 3-1
At. Ouriense – Glória Ribatejo – 3-2
Mação – Pontével – 3-0
Moçarriense – Amiense – 2-4
Benavente – Coruchense – 2-2
U. Abrantina – U. Tomar – 1-0

                      Jg     V     E     D       G       Pt
 1º Mação              4     3     1     -     9 -  2    10
 2º Riachense          4     3     1     -     9 -  4    10
 3º U. Abrantina       4     3     1     -     9 -  4    10
 4º Benavente          4     2     2     -     9 -  5     8
 5º Amiense            4     2     2     -     9 -  6     8
 6º At. Ouriense       4     2     1     1     8 -  6     7
 7º Coruchense         4     1     2     1     6 -  6     5
 8º U. Tomar           4     1     -     3     4 -  6     3
 9º Pontével           4     1     -     3     3 -  7     3
10º Fazendense         4     -     1     3     6 - 11     1
11º Glória Ribatejo    4     -     1     3     5 - 10     1
12º Moçarriense        4     -     -     4     3 - 13     -

Árbitro – Freitas Maia

U. TOMAR – Augusto; Gomes, Canavarro e Manuel da Costa; Licas e Caldas; Carvalho, Isidro “Pélé” (ex-F. C. Porto) (Corona), Vasques, Afonso I e Mendes

U. OPERÁRIA – Miguel; Augusto, Lobato e Grazina; Joaquim José e Faustino; Carlitos, Mário, Porfírio, Palmeiro e Alberto

1-0 – Caldas – 52m
2-0 – Afonso I – 53m
3-0 – Vasques – 62m

(Imagem – “Cidade de Tomar”, 08.01.1961)

(Imagem – “O Templário”, 08.01.1961)

                            Total               
                    Jg  V  E  D    G    Pt   
 1º Tramagal        17 12  1  4  33-12  25   
 2º Torres Novas    17 11  2  4  42-17  24   
 3º Leões Santarém  17  9  2  6  28-24  20   
 4º U. Tomar        17  8  4  5  30-21  20   
 5º Alcanenense     17  8  3  6  33-32  19   
 6º Coruchense      17  8  4  5  33-28  18   
 7º Benavente       17  7  - 10  27-43  14   
 8º Ferroviários    17  5  3  9  23-37  13   
 9º Alferrarede     17  5  2 10  25-32  12   
10º U.Operária Sant.17  1  3 13  16-44   5

Torres Novas – Alcanenense – 10-2
U. Tomar – U. Operária Santarém – 3-0
Alferrarede – Tramagal – 1-5
Benavente – Coruchense – 4-2
Leões Santarém – Ferroviários – 2-1

Árbitro – Eduardo Souto

ALCANENENSE – Martins; Gil I, Parreira e Mário; Matias e João; José Maria, Rodrigues,  António José, António Maria e Gil II

U. TOMAR – Augusto; Gomes, Canavarro e Manuel da Costa; Licas e Caldas; Corona, Vasques, Lino, Afonso I e Mendes

1-0 – António José – 24m
1-1 – Canavarro (pen.) – 28m
1-2 – Afonso I – 35m
2-2 – Canavarro (p.b.) – 46m
3-2 – António José – 70m
3-3 – Corona – 85m

(Imagem – “O Templário”, 25.12.1960)

                            Total               
                    Jg  V  E  D    G    Pt   
 1º Tramagal        16 11  1  4  28-11  23   
 2º Torres Novas    16 10  2  4  32-15  22   
 3º Alcanenense     16  8  3  5  31-22  19   
 4º Coruchense      16  8  4  4  31-24  18   
 5º Leões Santarém  16  8  2  6  26-23  18   
 6º U. Tomar        16  7  4  5  27-21  18   
 7º Ferroviários    16  5  3  8  22-35  13   
 8º Alferrarede     16  5  2  9  24-27  12   
 9º Benavente       16  6  - 10  23-41  12   
10º U.Operária Sant.16  1  3 12  16-41   5

Alcanenense – U. Tomar – 3-3
U. Operária Santarém – Alferrarede – resultado não indicado
Tramagal – Benavente – resultado não indicado
Coruchense – Ferroviários – resultado não indicado
Torres Novas – Leões Santarém – resultado não indicado

Árbitro – Manuel Amaral

U. TOMAR – Augusto; Gomes, Canavarro e Leite (Manuel da Costa); Licas e Caldas; Carvalho, Corona, Vasques, Afonso I e Mendes

TORRES NOVAS – António José; Ernesto, Sousa e Roque; Artur e Tomás; Agostinho, Borges, Figueira, Adelino e Meireles

0-1 – Agostinho – 17m
1-1 – Vasques – 47m

(Imagem – “O Templário”, 18.12.1960)

Página seguinte »