Futebol


(“O Templário”, 01.07.2021)

Culminando uma época memorável, que entra para a história da colectividade, o Sport Clube Desportos Glória do Ribatejo, fundado em 21 de Agosto de 1975, sagrou-se vencedor da edição de 2020-21 da Taça do Ribatejo, conquistando o mais importante troféu do seu palmarés, que junta aos títulos de Campeão Distrital averbados nas temporadas de 1976-77 e 1995-96 (II Divisão Distrital) e 2008-09 (3.º escalão).

Destaque – Glória do Ribatejo (que alcançara já um notável 7.º lugar no campeonato da I Divisão Distrital da presente época, aliás, em igualdade pontual com o 6.º classificado, U. Tomar) e Rio Maior SC (10.º no campeonato) disputaram uma inédita Final da 44.ª edição da Taça do Ribatejo, prova instituída pela Associação de Futebol de Santarém em 1976-77 (competição apenas interrompida logo na época imediata, de 1977-78 – sendo que em 2019-20 a prova fora suspensa, devido à pandemia, após a realização da 1.ª mão das meias-finais).

Na partida disputada no passado Domingo no Estádio Municipal do Cartaxo, com transmissão televisiva em directo no “Canal 11”, em paralelo com o regresso do público aos campos do Distrito (pese embora ainda sujeito a lotação limitada), repetiu-se o desfecho dos jogos das meias-finais (igualdade), implicando, portanto, novo desempate da marca de grande penalidade.

Após um primeiro tempo em branco, muito repartido, sem flagrantes oportunidades de golo, a formação da Glória começou por inaugurar o marcador aos 52 minutos, por via de um lance infeliz de um jogador riomaiorense, a introduzir a bola na sua própria baliza, quando procurava aliviar um lançamento em profundidade para a área. Ainda assim, a turma de Rio Maior, reagindo bem, criaria duas ocasiões de algum perigo antes de, aos 70 minutos, conseguir restabelecer o empate (1-1), o qual subsistiria até final do tempo regulamentar.

Passando-se de imediato ao desempate – não estando previsto, no regulamento da competição, a disputa de prolongamento –, o grupo da Glória voltou a ser mais eficaz (tal como sucedera nas meias-finais), com o pleno de cinco tentativas concretizadas, tendo a equipa de Rio Maior falhado uma das suas tentativas, com um remate bastante por alto.

Após cinco presenças nos 1/4 de final e três nas meias-finais, nos últimos oito anos, o clube da Glória do Ribatejo sagrou-se vencedor da Taça, logo na sua estreia na Final.

No palmarés da prova, após as 43 edições concluídas, o Fazendense é o único emblema com quatro títulos conquistados, seguido por um quarteto (formado por Tramagal, Riachense, Amiense e Coruchense), cada um com três Taças, e um pequeno “pelotão” de sete clubes, cada qual com dois títulos na “prova rainha”; o Glória do Ribatejo passou, agora, a ser o 25.º detentor do troféu.

II Divisão Distrital – Na última jornada da série Norte, tendo sido antecipado, já para o passado dia 5 de Junho, o jogo entre o Caxarias e o Abrantes e Benfica “B”, então vencido pelos visitados por 1-0, apenas foi realizado, no passado fim-de-semana, um único encontro, com o Vasco da Gama a receber e a bater o Espinheirense por 2-1, trespassando, assim, a posição de “lanterna vermelha” (6.º classificado, de entre os clubes que finalizaram a prova) à jovem equipa abrantina.

A Sul, o Salvaterrense confirmara já, a meio da semana passada, o objectivo crucial, a subida ao principal escalão, ao empatar (1-1) em Alpiarça, em partida que se encontrava em atraso da 14.ª jornada – o que, em paralelo, proporcionou ao Benavente, ganhando, no Sábado, em Fazendas de Almeirim, por 4-1, confirmar o 1.º lugar final nesta série.

A formação de Salvaterra de Magos, que venceu também, igualmente no Sábado, na derradeira ronda do campeonato, o Forense, em terreno alheio, por 3-2, beneficiou de, enquanto 2.º classificado, ter registado melhor média pontual (43 pontos em 18 jogos disputados) que o 2.º da série Norte, Fátima (28 pontos em 13 jogos), para garantir a promoção, a par dos vencedores das duas séries, At. Ouriense e Benavente – com este trio a substituir, na próxima época, na I Divisão, os clubes entretanto despromovidos: Entroncamento AC, Moçarriense e Riachense.

Torneio “Sub-21” – Não tendo sido possível realizar, na temporada agora finda, os Campeonatos Distritais de Juniores e de Juvenis – tal como os dos restantes escalões de formação –, a Associação de Futebol de Santarém promoveu a disputa, nos meses de Maio e Junho, de um Torneio “Sub-21”, no qual se inscreveram, de início, 19 equipas (antes, ainda em Janeiro, tinha já procurado arrancar-se com a realização desta prova, então com um total de 27 equipas inscritas; contudo, não fora sequer possível concluir-se, então, a jornada inaugural, pelo que teve de ser remodelada a estrutura do torneio).

Após a disputa de duas fases de grupos (na segunda dessas fases, os dois grupos principais integraram os dois primeiros classificados de cada um dos quatro grupos da 1.ª fase), realizaram-se no passado fim-de-semana, os jogos decisivos, para estabelecimento da classificação final.

Em Tomar, na Final do Torneio, o U. Tomar (vencedor dos seus grupos de qualificação, quer na 1.ª, como na 2.ª fase), recebeu a Ac. Santarém (vencedora do outro grupo principal da 2.ª fase). Alinhando com sete jogadores que, nesta época, chegaram a integrar, pontualmente, a equipa principal do clube, o U. Tomar teria, porém, uma má entrada em jogo, sofrendo um golo logo aos 3 minutos; depois, tendo restabelecido a igualdade já próximo do final da primeira parte, viria a sofrer novo tento mesmo em cima do intervalo, fixando o que viria a ser o desfecho: 1-2.

A jovem formação escalabitana sagrou-se, assim, vencedora deste Torneio, tendo o U. Tomar, com uma participação muito meritória, terminado no 2.º lugar. No jogo de apuramento de 3.º e 4.º classificados (entre as equipas que tinham terminado na 2.ª posição dos grupos principais da 2.ª fase da prova), o Entroncamento AC ganhou, igualmente por 2-1, ao Salvaterrense.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 1 de Julho de 2021)

 Edição      Época        Vencedor         Finalista

XLIV        2020-21     Glória Ribatejo  Rio Maior SC     1-1  (5-4 g.p.)
XLIII       2019-20          Final não disputada
XLII        2018-19     U. Santarém      Coruchense       2-0
XLI         2017-18     U. Tomar         Mação            2-1
XL          2016-17     Mação            Coruchense       2-2  (4-3 g.p.)
XXXIX       2015-16     Fazendense       Riachense        0-0  (4-3 g.p.)
XXXVIII     2014-15     Coruchense       Amiense          3-2
XXXVII      2013-14     Fazendense       At. Ouriense     1-0
XXXVI       2012-13     Amiense          At. Ouriense     0-0  (3-2 g.p.)
XXXV        2011-12     Fazendense       Emp. Comércio    4-1
XXXIV       2010-11     Torres Novas     Cartaxo          1-1  (4-3 g.p.)
XXXIII      2009-10     Riachense        Alcanenense      0-0  (4-3 g.p.)
XXXII       2008-09     Riachense        Alcanenense      1-0
XXXI        2007-08     Mação            Riachense        2-1
XXX         2006-07     Ouriquense       U. Santarém      1-0
XXIX        2005-06     Fazendense       U. Santarém      2-1
XXVIII      2004-05     Amiense          Coruchense       0-0  (4-3 g.p.)
XXVII       2003-04     Monsanto         U. Figueirense   4-0
XXVI        2002-03     Abrantes FC      Águias Alpiarça  2-1
XXV         2001-02     U. Rio Maior     Alcanenense      v-d
XXIV        2000-01     Cartaxo          Monsanto         v-d
XXIII       1999-00     U. Rio Maior     Benavente        v-d
XXII        1998-99     Azinhaga         Marinhais        2-0
XXI         1997-98     Ferroviários     ...              ---
XX          1996-97     Coruchense       ...              ---
XIX         1995-96     Coruchense       ...              ---
XVIII       1994-95     Tramagal         Alferrarede      1-0
XVII        1993-94     Samora Correia   ...              ---
XVI         1992-93     Alferrarede      ...              ---
XV          1991-92     Alferrarede      ...              ---
XIV         1990-91     Benavente        ...              ---
XIII        1989-90     Ferreira Zêzere  ...              ---
XII         1988-89     Vasco da Gama    Fazendense       ---(g.p.)
XI          1987-88     Pego             ...              ---
X           1986-87     Águias Alpiarça  ...              ---
IX          1985-86     Lagartos Sardoal ...              ---
VIII        1984-85     Águias Alpiarça  ...              ---
VII         1983-84     Cartaxo          ...              ---
VI          1982-83     Samora Correia   ...              ---
V           1981-82     Tramagal         ...              ---
IV          1980-81     Tramagal         ...              ---
III         1979-80     Riachense        ...              ---
II          1978-79     U. Santarém      ...              ---
I           1976-77     Amiense          ...              ---

(“O Templário”, 24.06.2021)

Rio Maior SC e Glória do Ribatejo garantiram – ambos no desempate da marca de grande penalidade, após as igualdades verificadas no termo dos noventa minutos – a presença numa inédita Final da Taça do Ribatejo, a disputar no Cartaxo, no próximo Domingo, pelas onze horas da manhã, com transmissão televisiva em directo no “Canal 11”.

Destaques – O Rio Maior SC, clube de formação ainda recente (completará cinco anos da sua fundação no início do próximo mês de Julho), 10.º classificado no campeonato, estreia-se na Final da “prova rainha” – sendo que, até agora, não conseguira ainda chegar além dos 1/8 de final, fase em que se quedara nos anos de 2019 e 2020.

Esta época – depois de ter começado por afastar o Amiense (4.º classificado do campeonato), ganhando em casa por 2-1, para, de seguida, golear o Alcanenense por 5-0, antes de, nos 1/4 de final, ir ganhar a Salvaterra de Magos, por 3-2, frente ao “tomba-gigantes” Salvaterrense (o qual eliminara o Cartaxo) – os riomaiorenses acabariam por ser mais eficazes no desempate, nas meias-finais, ante o U. Tomar, vencendo por 4-2, após o nulo registado no tempo regulamentar.

Tendo noção da valia do adversário, que surgiu reforçado no recomeço das competições, e mesmo actuando em terreno alheio, a formação tomarense assumiu, logo de início – como costuma fazer regra geral –, a iniciativa do jogo, instalando-se no meio campo contrário, registando predomínio em termos de posse de bola e lances de ataque, contudo, sem conseguir criar efectivas situações de perigo. A maior oportunidade de golo decorreria, aliás, de um alívio defeituoso de um defesa da casa, com a bola a embater no poste da baliza do Rio Maior.

Na segunda metade, os nabantinos apenas teriam outra ocasião para criar perigo, num contra-ataque, após Hélio Ocante ter recuperado a bola, mas a defensiva contrária conseguiria anular o lance. Já numa fase de menor controlo, com o jogo mais “partido”, a turma da casa teve também uma oportunidade soberana para marcar, porém o avançado local remataria ao lado.

A quinze minutos do final do desafio, os visitados ficaram reduzidos a dez unidades, mas os unionistas não conseguiriam tirar partido de tal superioridade, dadas as sucessivas interrupções de jogo e quebra de ritmo. O União não foi capaz de evitar a “armadilha dos penalties”, para a qual estaria já de sobreaviso, no que pareceu ser, quase sempre, o objectivo do Rio Maior.

Com duas defesas do guarda-redes da casa, nas duas primeiras tentativas, e pese embora Nuno Ribeiro ter também defendido um dos remates, a formação riomaiorense alcançava o “passaporte” para a ansiada Final, no que constitui uma grande desilusão para os tomarenses – eliminados sem ter perdido qualquer jogo, não tendo conseguido marcar na fase decisiva, após um “score” global de 15-1 –, no dia das anunciadas despedidas, precisamente do guardião Nuno Ribeiro e do capitão Nuno Rodrigues, após terem envergado a camisola rubro-negra durante várias temporadas, e que bem justificavam ter concluído a carreira em cenário mais festivo.

Na Glória do Ribatejo, o grupo local continua a fazer história: depois do 7.º lugar no campeonato, atinge agora uma formidável presença na Final da Taça, prova em que tem já tradição, com cinco presenças nos 1/4 de final e três nas meias-finais, nos últimos oito anos.

Esta temporada, depois de terem deixado pelo caminho o Benfica do Ribatejo (4-1), o Entroncamento AC (2-1) e, de forma sensacional, o Abrantes e Benfica (3-2), jogando sempre em terreno adverso, os homens da Glória registaram, em casa, uma igualdade a dois golos ante o Samora Correia, numa partida repleta de cambiantes no marcador, acabando por superiorizar-se no desempate da marca de grande penalidade, também por 4-2, como na outra meia-final.

II Divisão Distrital – Na série Norte o Espinheirense foi apenas a segunda equipa (após o Caxarias) a conseguir travar a marcha triunfal do vencedor da série, At. Ouriense – posição que garantira já, a meio da semana, em jogo de acerto de calendário, ao ganhar ao Fátima por 1-0, assegurando, pois, a consequente promoção à I Divisão Distrital –, empatando 3-3.

A Sul os dois primeiros golearam: o Benavente, em Alpiarça, ante o Águias, por 4-1, enquanto o Salvaterrense bateu o Marinhais, no “derby” do município, por categórico 4-0. O Forense, actual 3.º classificado, impôs-se no terreno do Benfica do Ribatejo, ganhando por 3-1.

Em função dos resultados desta penúltima ronda – assim como do registado na quarta-feira anterior, com a equipa benaventense a vencer a de Salvaterra de Magos por tangencial 3-2 –, o Benavente garantiu também já (seja como 1.º ou 2.º classificado) a subida ao escalão principal.

Por seu lado, o Salvaterrense necessitará ainda um ponto, nos dois jogos que tem a disputar, nos campos do Águias de Alpiarça (em atraso da 14.ª jornada) e do Forense (sendo que este clube terá ainda hipóteses matemáticas de poder eventualmente chegar ao 2.º lugar), para confirmar também a promoção – dado registarem ambos (Benavente e Salvaterrense) melhor média pontual que o Fátima, 2.º classificado da série Norte.

Antevisão – Na festa do futebol distrital, este ano a realizar no Cartaxo, com a Final da Taça do Ribatejo, a disputar entre Rio Maior SC e Glória do Ribatejo, parece difícil apontar um favorito, perspectivando-se um jogo bastante repartido, possivelmente a decidir nos pormenores.

O Rio Maior poderá eventualmente dispor, nesta fase, de superiores argumentos individuais, mas a turma da Glória já demonstrou, ao longo desta temporada, e por mais de uma ocasião, formar uma verdadeira equipa, capaz de surpreender até os mais poderosos – recorde-se que foi o único clube a derrotar o vencedor do campeonato, Coruchense, tendo, adicionalmente, eliminado o 2.º classificado, Abrantes e Benfica, nos 1/4 de final da Taça, em Abrantes!

Entretanto, não tendo a equipa de seniores do U. Tomar conseguido o apuramento para aquela final, fica a nota de realce para a equipa de “sub-21” do União, que, tendo vencido os seus grupos de qualificação nas duas fases deste Torneio distrital, se apurou para a respectiva Final, a disputar em Tomar, no Sábado, frente ao Salvaterrense ou à Ac. Santarém.

Na II Divisão Distrital, disputa-se (no Sábado) a 18.ª e derradeira jornada da prova: a Norte, apenas com um jogo agendado, já sem consequências de relevo a nível da pauta classificativa, caberá ao Vasco da Gama receber o Espinheirense.

A Sul (quase) tudo poderá ter ficado já decidido, na quarta-feira, caso o Salvaterrense tenha pontuado em Alpiarça; caso contrário, teríamos um aliciante embate Forense-Salvaterrense, que, nessa hipótese, seria decisivo para a definição do clube a promover. Por seu lado, o Benavente, que se desloca às Fazendas de Almeirim, terá em mira a possibilidade de confirmação do 1.º lugar final (dependente de o conjunto de Salvaterra não vencer os seus dois encontros).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 24 de Junho de 2021)

Lista dos melhores marcadores do União de Tomar nas últimas 12 épocas:

             2021 2020 2019 2018 2017 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 Total
Wemerson Silva  -    9    -   29    -    3    2   11    -    -    -    -    54
Pelé            -    -    -    -    4   12   27    -    -    -    -    -    43
Tiago Vieira   11   17    -    -    7    6    -    -    -    -    -    -    41
Nuno Rodrigues  1    4    3    8    7    2    8    5    -    -    -    -    38
Nuno Veríssimo  -    -    -    -    -    -    -    -    1    8   11    7    27
China           -    -    -    -    -    -    -    7    -    8   10    -    25
Chryst. Pedroso 2    7    -    9    5    -    -    -    1    -    -    -    24
David           -    -    -    -    -    -    -    3    5    1    -   12    21
André Ferreira  -    -    -    -    -    -    -    2    -    -   12    7    21
Luís Alves      2    2    -    9    -    4    3    -    -    -    -    -    20
Diogo Moreira   -    -    -    -    7    4    7    -    -    -    -    -    18
Paulo Godinho   -    -    -    -    -    -    -    3    6    -    2    6    17
Joca            -    -    -    2    4    2    1    -    -    4    1    2    16
Flávio Graça    -    -    1    -    -    -    2    6    -    -    -    7    16
Fábio Vieira    -    1    1    1    2    2    4    4    -    -    -    -    15
Leandro Filipe  5    8    -    -    -    -    -    -    -    -    -    -    13
Rui P. Lopes    -    -    4    -    3    -    -    -    3    -    -    -    10
Thiago Favero   -    -    -    -    -    -    -    -    3    2    3    -     8
Ricardo Pais    -    -    -    8    -    -    -    -    -    -    -    -     8
J.P. Nascimento -    -    5    3    -    -    -    -    -    -    -    -     8
Cláudio Major   8    -    -    -    -    -    -    -    -    -    -    -     8
Hélio Ocante    8    -    -    -    -    -    -    -    -    -    -    -     8
Mauro Santos    -    -    -    -    -    -    -    -    -    5    2    -     7
Rui Ferreira    -    -    -    -    -    -    -    -    -    2    3    2     7
Willian Santos  -    -    -    -    -    -    -    7    -    -    -    -     7
Rui Silva       -    -    -    2    3    -    2    -    -    -    -    -     7
Hand. Lacerda   -    -    7    -    -    -    -    -    -    -    -    -     7
Rafael Santana  -    -    7    -    -    -    -    -    -    -    -    -     7
Pedro Pires     -    4    3    -    -    -    -    -    -    -    -    -     7

Podem consultar-se aqui as diversas “Curiosidades estatísticas” publicadas.

Lista dos jogadores que totalizaram mais de 4.500 minutos (o equivalente teórico a 50 “jogos completos”) em desafios do União de Tomar nas últimas 12 épocas:

             2021 2020 2019 2018 2017 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 Total
N. Rodrigues 1620 2072 2805 2938 2318 1214 2463 2700    -    -    -    - 18130
Fábio Vieira  585 1221 1245 2659 2520 1798 2607 2101    -    -    -    - 14736
David Vieira  651 1332 2811 2321 2088 2615 1803    -    -    -    -    - 13621
André Roriz     -    -    -    -    -    -    -    - 3009 2094 3145 3150 11398
Paulo Godinho   -    -    -    -    -    - 2028 1617 2159    - 2379 2670 10853
Luís Alves   1363 2113    - 2744    - 2190 2262    -    -    -    -    - 10672
F. Cotovio    781 2125 1290 2475 1549 1901    -    -    -    -    -    - 10121
Tiago Vieira 1637 2015    -    - 2404 2651  599    -    -    -    -    -  9306
Joca            -    -    -  157 2137 1504 1221 1215    - 1488  359 1063  9144
J. Marinheiro   -    -    -    -    -    -    -    - 1497 1948 2833 2215  8493
Nuno Ribeiro  895 1890 2700    -    -    - 1148 1626    -    -    -    -  8259
André Silva     -    -    -    -  589  336  474 2330 2225 2175    -    -  8129
Wemerson Silva  - 2081    - 2628    -  722  359 2089    -    -    -    -  7879
Chr. Pedroso  818 2163    - 1577 1850    -    -    - 1169  135    -    -  7712
Fábio Marques   -    -    -    -    -    -  461 1249  768 1523 1832 1739  7572
Rui Silva       -    -    - 2478 1144 1674 2258    -    -    -    -    -  7554
Marquito        -    -    -    -    -    -    - 1398 2292 1573  178 1556  6997
Rui P. Lopes    -    - 1870  940  860    -  425  279 1967  620    -    -  6961
Ricardo Antunes -    -    -    -    -    -    -    -  957    - 2835 3060  6852
Bruno Araújo  460 1774    - 2323    - 2259    -    -    -    -    -    -  6816
Flávio Graça    -    -  589  199    -    - 1584 1294    -    -    - 2596  6262
Rui Ferreira    -    -    -    -    -    -    -    -    - 1612 2793 1822  6227
Diogo Gaspar    -    - 2159  705    -    -  180 1184 1622    -    -    -  5850
Quim            -    -    -    -    -    -    -    -    -  418 2625 2765  5808
Pelé            -    -    -    - 1096 2351 2355    -    -    -    -    -  5802
China           -    -    -    -    -    -    - 1392    - 1955 2339    -  5686
D. Pissona    222  802 1201 1126  756 1343    -    -    -    -    -    -  5450
Nuno Veríssimo  -    -    -    -    -    -    -    -  671 1658 1449 1371  5149
P. Figueiredo   -    -    -    -    - 2092    -    - 1204 1051  586  180  5113
Mauro Santos    -    -    -    -    -    -    -    -    - 2350 2527    -  4877
Telmo Ferreira  -    - 1502  524  887  181 1585    -    -    -    -    -  4679

Lista dos jogadores que disputaram mais de 60 jogos pelo União de Tomar nas últimas 12 épocas:

           2021 2020 2019 2018 2017 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 Total
N. Rodrigues 18   25   32   33   28   14   28   30    -    -    -    -   208
Fábio Vieira  7   17   14   31   29   25   29   25    -    -    -    -   177
David Vieira 12   17   33   31   27   31   25    -    -    -    -    -   176
Joca          -    -    -    4   28   20   24   14    -   23    9   22   144
Rui P. Lopes  -    -   26   28   29    -   11    5   31    8    -    -   138
André Roriz   -    -    -    -    -    -    -    -   34   28   35   35   132
Luís Alves   19   25    -   32    -   29   27    -    -    -    -    -   132
Paulo Godinho -    -    -    -    -    -   23   20   27    -   28   32   130
F. Cotovio   10   25   18   29   23   24    -    -    -    -    -    -   129
Fábio Marques -    -    -    -    -    -   12   19   10   22   27   24   114
Tiago Vieira 19   24    -    -   29   31   10    -    -    -    -    -   113
Chr. Pedroso 19   25    -   25   24    -    -    -   15    2    -    -   110
J. Marinheiro -    -    -    -    -    -    -    -   23   25   33   28   109
Flávio Graça  -    -   16   13    -    -   23   20    -    -    -   31   103
André Silva   -    -    -    -   11    5    6   27   26   25    -    -   100
Rui Silva     -    -    -   32   18   22   26    -    -    -    -    -    98
Telmo Ferreira-    -   25   18   24    8   23    -    -    -    -    -    98
Wemerson Silva-   24    -   33    -   10    4   24    -    -    -    -    95
Marquito      -    -    -    -    -    -    -   19   29   20    3   23    94
Nuno Ribeiro 10   21   30    -    -    -   13   19    -    -    -    -    93
Bruno Araújo 11   23    -   29    -   27    -    -    -    -    -    -    90
Nuno Veríssimo-    -    -    -    -    -    -    -    9   25   27   28    89
D. Pissona    5   17   16   19   16   16    -    -    -    -    -    -    89
Diogo Gaspar  -    -   30   14    -    -    2   18   23    -    -    -    87
Rui Ferreira  -    -    -    -    -    -    -    -    -   21   33   27    81
Pelé          -    -    -    -   16   32   30    -    -    -    -    -    78
Ric. Antunes  -    -    -    -    -    -    -    -   11    -   32   34    77
China         -    -    -    -    -    -    -   18    -   26   31    -    75
P. Figueiredo -    -    -    -    -   25    -    -   17   16   10    2    70
Quim          -    -    -    -    -    -    -    -    -    6   30   32    68
Mauro Santos  -    -    -    -    -    -    -    -    -   31   34    -    65
Diogo Moreira -    -    -    -   30   21   12    -    -    -    -    -    63
Fred do Val   -    -    -    -    -    -   13    2   11   22   13    -    61

Lista dos (29) árbitros que apitaram mais jogos do União de Tomar nas últimas 12 épocas:

            2021 2020 2019 2018 2017 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010   Σ
Adelino Crespo 1    1    1    2    -    2    1    -    -    -    1    3   12
Henrique Paula 1    1    1    -    -    1    1    2    3    1    1    -   12
Carlos Covão   -    -    -    -    -    1    2    1    -    1    2    4   11
Pedro Lopes    -    -    -    -    -    1    2    1    1    -    2    4   11
Edgar Duarte   -    -    -    -    -    2    1    2    2    1    2    1   11
Rob.Felisberto -    -    4    3    1    2    -    -    -    -    -    -   10
Adriano Sousa  1    1    1    1    1    1    2    1    1    -    -    -   10
Nélson Andrade -    -    -    -    1    2    1    2    2    1    -    -    9
Gonçalo Freire -    -    1    -    -    1    2    1    2    2    -    -    9
Nuno Ferreira  -    1    -    -    1    1    1    1    -    -    1    3    9
Rui Inácio     -    2    3    -    1    2    -    1    -    -    -    -    9
Nuno Martins   1    -    -    1    1    -    2    1    2    1    -    -    9
Fern. Ferreira -    -    -    -    -    1    1    -    1    -    1    4    8
Pedro Fonseca  -    -    2    3    3    -    -    -    -    -    -    -    8
Diogo Martinho 1    2    2    2    1    -    -    -    -    -    -    -    8
Leonel Manha   -    -    -    -    -    -    -    2    2    3    -    -    7
Patríc.Pereira -    -    -    -    -    1    2    -    -    3    1    -    7
Duarte Cerveira-    -    -    -    -    2    -    1    -    2    1    1    7
Hélder Carvalho-    1    2    2    2    -    -    -    -    -    -    -    7
João Veríssimo 3    1    3    -    -    -    -    -    -    -    -    -    7
Rui Mendes     3    -    -    1    -    1    -    -    -    2    -    -    7
João Simões    -    -    -    -    -    -    -    1    2    1    1    1    6
José Sequeira  -    -    -    -    -    -    -    1    2    1    2    -    6
Luís Sousa     -    -    -    -    -    -    -    1    2    -    3    -    6
D. Escudeiro   -    -    -    -    -    1    1    2    2    -    -    -    6
Jorge Maia     -    -    -    -    -    3    2    1    -    -    -    -    6
Diogo Vicente  -    -    -    1    1    2    -    -    2    -    -    -    6
Gonç. Pereira  2    2    2    -    -    -    -    -    -    -    -    -    6
Paulo Raposo   1    -    -    -    2    -    -    -    2    -    1    -    6

Dados relativos a cada jogador do União de Tomar na época de 2020-21: (a) total de minutos jogados; (b) número de jogos disputados; (c) número de jogos no banco (suplente não utilizado); (d) total de golos marcados / sofridos (guarda-redes); (e) número de cartões amarelos; e (f) número de cartões vermelhos:

                       Minutos   Jogos   Suplente   Golos   C.Amar.   C.Verm.
Tiago Vieira            1.637      19        -        11         1        -
Nuno Rodrigues          1.620      18        -         1         3        -
Cláudio Major           1.503      20        -         8         1        -
Siaka Bamba             1.449      17        1         5         5        1
Luís Alves              1.363      19        1         2         2        -
Leandro Filipe          1.283      19        -         5         3        1
Fábio Luzio             1.222      20        -         1         6        -
Hélio Ocante            1.157      17        -         8         2        -
Ricardo Simões          1.156      17        -         -         2        -
Nuno Ribeiro (g.r.)       895      10        7        -9         1        -
Chrystian Pedroso         818      19        -         2         2        -
Ivo Cristo (g.r.)         810       9        6       -16         1        -
Filipe Cotovio            781      10        4         -         1        -
David Vieira              651      12        3         -         1        -
Fábio Vieira              585       7        -         -         -        -
Caio Lucas                477       9        -         1         1        -
Bruno Araújo              460      11        1         -         1        -
João Martins              380      11        -         1         2        2
Tiago Luzio               373      12        4         1         1        1
Rafael Leite              284       9        1         -         -        -
Douglas Pissona           222       5        2         -         1        -
Tiago Lourenço            186       3        3         -         -        -
Diogo Ismail              105       4        1         2         -        -
João Ribeiro (g.r.)        95       2        6        -3         1        -
Miguel Abreu               70       6        3         1         2        -
Guilherme Nunes            37       5        1         2         -        -
Pedro Pires                 8       1        1         -         -        -
Guilherme Santos            -       -        2         -         -        -
André Silva                 -       -        1         -         -        -
  Auto-golos (a favor)                                 1
     Total             19.627     311       48       52-28      40        5

Rio Maior SCRIO MAIOR SC – João Sardinha, Ricardo Lamy, João Lopes, Rhuan Terra, Ricardo Carloto, Geraldino Barbosa, Alex Diliberto, Ibraimo Sultuane (77m – João “Jarimba” Noite), Rodrigo Quaresma (87m – André Justino), Arnaldo Ferreira (c.) e Aroldo Arruda

U. TOMAR – Nuno Ribeiro, David Vieira (80m – Fábio Luzio), Nuno Rodrigues (c.), Filipe Cotovio, Ricardo Simões (80m – Douglas Pissona), Siaka Bamba, Leandro Filipe, Luís Alves (80m – Rafael Leite), Hélio Ocante, Tiago Vieira e Cláudio Major (69m – Chrystian Pedroso)

(suplentes – Ivo Cristo, Tiago Luzio e Diogo Ismail)

Desempate da marca de grande penalidade:

1-0 – Arnaldo Ferreira
Tiago Vieira possibilitou a defesa a João Sardinha
2-0 – Alex Diliberto
Leandro Filipe possibilitou a defesa a João Sardinha
Rhuan Terra possibilitou a defesa a Nuno Ribeiro
2-1 – Hélio Ocante
3-1 – Aroldo Arruda
3-2 – Chrystian Pedroso
4-2 – João “Jarimba” Noite

Cartões amarelos – Geraldino Barbosa (24m) e Arnaldo Ferreira (41m); Nuno Rodrigues (21m), Siaka Bamba (31m) e Cláudio Major (57m)

Cartão vermelho – Geraldino Barbosa (74m)

Árbitro – João Veríssimo

Rio Maior SC – U. Tomar – 0-0 (4-2 g.p.)
Glória do Ribatejo – Samora Correia – 2-2 (4-2 g.p.)

Rio Maior SC e Glória do Ribatejo garantiram, ambos no desempate da marca de grande penalidade, a presença numa inédita Final da Taça do Ribatejo, a disputar no próximo Domingo, pelas 11 horas da manhã, no Cartaxo, com transmissão televisiva em directo no “Canal 11”.

(“O Templário”, 17.06.2021)

A Taça do Ribatejo entra também na sua fase decisiva, tendo garantido o apuramento para as meias-finais da prova – a disputar já no próximo Domingo – os clubes classificados no 6.º (U. Tomar), 7.º (Glória do Ribatejo), 9.º (Samora Correia) e 10.º lugares (Rio Maior) do campeonato distrital da I Divisão, não subsistindo, portanto, qualquer representante do 2.º escalão, após a eliminação de Salvaterrense e Fátima.

Dos cinco primeiros da divisão principal, o vencedor (Coruchense) desistira da competição; o 3.º (Mação) tinha sido eliminado nos 1/8 de final pelo 2.º; o 4.º (Amiense) fora afastado pelo Rio Maior logo na primeira eliminatória; e o 5.º (Cartaxo) caíra, também na ronda precedente, perante um primeiro “tomba-gigantes”, o Salvaterrense. Agora, nos 1/4 de final, foi a vez de o 2.º classificado do campeonato (Abrantes e Benfica) ficar também arredado desta competição.

Destaques – O destaque maior vai, pois, para a sensacional vitória (3-2) da equipa da Glória do Ribatejo em Abrantes, a assumir-se também como “tomba-gigante”, afastando, com grande surpresa, o que seria um dos maiores candidatos à conquista do troféu, o Abrantes e Benfica.

Mais, a turma da Glória – com tradição na Taça, tendo marcado presença nos 1/4 de final em cinco ocasiões nos últimos oito anos (atingindo as meias-finais pela terceira vez, depois de ter alcançado tal fase já em 2014 e 2015) – teve sempre a liderança do marcador, começando por abrir a contagem logo aos oito minutos, chegando depois, ainda antes do intervalo, ao 2-1, para, já, à entrada dos dez minutos finais, se colocar em vantagem pela terceira vez (a qual seria, então, definitiva). Um brilhante desempenho, a somar à excelente campanha realizada também no campeonato, por um grupo que “promete” não ficar por aqui…

Por seu lado, o Rio Maior – que surgiu, na retoma das competições, após a paragem de quase quatro meses, reforçado e com grande pujança, tendo somado seis vitórias nos sete jogos entretanto disputados, aplicando mesmo três goleadas – colocou ponto final no “sonho” do Salvaterrense, vencendo em Salvaterra de Magos, também pela marca de 3-2 (neste caso, depois de, por duas vezes, ter chegado a dispor de vantagem de dois golos, a 2-0 e 3-1, apenas no derradeiro minuto tendo sofrido o tento que estabeleceu a diferença mínima).

Os outros dois semi-finalistas repetem a presença nas meias-finais da Taça, que haviam registado já na época passada; por curiosidade, U. Tomar e Samora Correia tinham-se defrontado então, com triunfo dos tomarenses em Samora, não tendo sido já disputada a 2.ª mão, a qual estava agendada para 15 de Março de 2020, precisamente o dia em que, devido à declaração da pandemia, se daria a (que viria a ser definitiva) suspensão das competições.

O U. Tomar, defrontando, pela terceira vez nas três eliminatórias disputadas na presente edição da prova, uma equipa do 2.º escalão, manteve a consistência nos resultados, averbando a sua terceira goleada: depois do triunfo por 4-0 em Marinhais e da vitória por 6-1 no Espinheiro, goleou agora, por 5-0, o Fátima, somando, portanto, um retumbante “score” agregado de 15-1!

Depois da “derrapagem” verificada nas três últimas rondas do campeonato, a turma unionista encarou com grande seriedade este desafio da Taça, respeitando o adversário, tendo entrado praticamente a ganhar (inaugurou o marcador logo aos três minutos), ampliando para 2-0 à passagem do quarto de hora, resolvendo a eliminatória em 25 minutos, com o terceiro golo apontado. Na segunda metade, o “placard” seria ainda, com naturalidade, ampliado até aos 5-0 (golo marcado a cerca de vinte minutos do fim), antes de alguma descompressão final.

Já o Samora Correia (com três presenças nos 1/4 de final nos últimos quatro anos, apenas tendo falhado tal fase em 2019) voltou a apurar-se para as meias-finais, também de forma algo surpreendente, afastando a equipa com melhor palmarés na competição (quatro troféus conquistados como vencedor da Taça do Ribatejo), o Fazendense (também semi-finalista no ano passado), beneficiando da superior eficácia demonstrada no desempate da marca de grande penalidade, isto depois de ter mantido o nulo até final do tempo regulamentar (90 minutos).

II Divisão Distrital – A Norte jogou-se um único desafio, entre Caxarias e Espinheirense, com o empate a duas bolas possivelmente a definir a classificação final dos dois clubes: aliás, o Caxarias concluiu já a sua participação no campeonato, que termina no 4.º posto; por seu lado, o Espinheirense dificilmente conseguirá melhor que um inglório 3.º lugar.

Na série Sul realça-se a goleada (5-1) imposta pelo Marinhais ao Benfica do Ribatejo, assim como, por outro lado, o tangencial triunfo (1-0) do Forense ante o Porto Alto, a permitir ainda uma ténue réstia de esperança em poder ainda imiscuir-se na luta pelos dois primeiros lugares.

Antevisão – Na Taça do Ribatejo, as meias-finais, agendadas para dia 20, colocam frente-a-frente, por um lado, Rio Maior e U. Tomar, e, por outro, Glória do Ribatejo e Samora Correia. Trata-se de dois embates que se antevêem repartidos, em que qualquer desfecho que venha a verificar-se não deverá traduzir grande surpresa.

Em Rio Maior os tomarenses – que disputam as meias-finais da competição pela terceira vez nos quatro anos mais recentes – poderiam ter, pelo potencial que lhes é reconhecido, algum favoritismo (anotando-se que as duas equipas empataram, no jogo do campeonato, em Outubro do ano passado), mas terão de contar com a forte oposição de uma muito revigorada equipa local, a beneficiar também desse factor casa, pelo que os unionistas terão de estar ao melhor nível para voltar a atingir a desejada Final, este ano agendada, para dia 27, no Cartaxo.

Na Glória, num confronto entre duas equipas que, na eliminatória precedente, afastaram dois “candidatos”, não haverá propriamente um “favorito” declarado – sendo que os visitados ganharam, por tangencial 1-0, no desafio a contar para o campeonato –, mas a expectativa é de que o conjunto da casa possa eventualmente culminar com uma histórica presença na Final da Taça uma temporada já memorável.

Na II Divisão estavam agendados para esta quarta-feira, 16, os decisivos embates (em atraso da 16.ª jornada) entre os dois primeiros classificados de ambas as séries, respectivamente, At. Ouriense-Fátima e Benavente-Salvaterrense, nos quais poderão, porventura, ter ficado já praticamente definidas as posições finais.

Para Domingo estão previstas as partidas da penúltima ronda, com o At. Ouriense a deslocar-se ao Espinheiro, para defrontar o 3.º classificado da série Norte, Espinheirense; destacando-se ainda, a Sul, o “derby” Salvaterrense-Marinhais.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 17 de Junho de 2021)

U. TOMAR – Nuno Ribeiro, David Vieira (63m – Fábio Luzio), Nuno Rodrigues (c.), Filipe Cotovio, Ricardo Simões, Siaka Bamba (72m – Rafael Leite), Leandro Filipe, Luís Alves (72m – Diogo Ismail), Hélio Ocante (72m – Tiago Luzio), Tiago Vieira e Cláudio Major (63m – Chrystian Pedroso)

(suplentes – Ivo Cristo e Douglas Pissona)

FátimaFÁTIMA – Filipe Pereira, Isac Rosa (63m – Gabriel Silva), João Carlos (37m – Pedro Silva), Raphael Borges, Luís Figueira, Alexandre Silva (63m – Diogo Vieira), Gonçalo Silva (c.), Filipe Gabriel, Alexandre Henriques (45m – António Santos), Rúben Nathis (45m – João Leal) e Bernardo Vaz

1-0 – Hélio Ocante – 3m
2-0 – Luís Alves – 16m
3-0 – Leandro Filipe – 26m
4-0 – Siaka Bamba – 55m
5-0 – Hélio Ocante – 72m

Cartões amarelos – Não houve

Árbitro – Gonçalo Pereira

U. Tomar – Fátima – 5-0
Abrantes e Benfica – Glória do Ribatejo – 2-3
Salvaterrense – Rio Maior SC – 2-3
Fazendense – Samora Correia – 0-0 (2-3 g.p.)

O alinhamento dos jogos das meias-finais, agendados para o próximo dia 20 de Junho, o qual fora já previamente sorteado, é o seguinte:

Rio Maior SC – U. Tomar
Glória do Ribatejo – Samora Correia

Salvaterrense – Cartaxo – 4-1
Abrantes e Benfica – Mação – 3-2
Samora Correia – Moçarriense – 3-0
Fazendense – Riachense – 7-0 (10.06.2021)
Espinheirense – U. Tomar – 1-6
Entroncamento AC – Glória do Ribatejo – 1-2 (10.06.2021)
Rio Maior SC – Alcanenense – 5-0 (10.06.2021)
Fátima – Coruchense – (Desistência do Coruchense)

O alinhamento dos jogos dos 1/4 de final, agendados para dia 13 de Junho, o qual fora já previamente sorteado, é o seguinte:

U. Tomar – Fátima
Abrantes e Benfica – Glória do Ribatejo
Salvaterrense – Rio Maior SC
Fazendense – Samora Correia

Página seguinte »