(Imagem – “Cidade de Tomar”, 18.07.1965)


(Imagens – “Cidade de Tomar”, 18.07.1965)

(Imagem – “Record”, 13.07.1965)

(Imagem – “Mundo Desportivo”, 12.07.1965)



(Imagens – “Cidade de Tomar”, 18.07.1965)

(Imagem – “Mundo Desportivo”, 12.07.1965)

(Imagem – “República”, 12.07.1965)

(Imagem – “Diário de Lisboa”, 12.07.1965)

Estádio Municipal de Coimbra

Árbitro – Mário Vidreiro, de Lisboa

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Lino e Mário (cap.); Mata e Dui; Araújo, Ernesto, Pedro Silva, Morado e Totoi

OVARENSE – Alves Pereira; José Abílio, Campanhã e Américo; Feliciano e Pepulim (cap.); Rui, Paulo, Santos, Calisto e Óscar

1-0 – Morado – 6m
1-1 – Paulo – 24m
2-1 – Totoi – 107m
3-1 – Ernesto – 120m



(Imagens – “Record”, 13.07.1965)


(Imagem – “Record”, 10.07.1965)

Campo da Mata, nas Caldas da Rainha

Árbitro – Virgílio Baptista, de Setúbal

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Lino e Mário; Mata e Dui; Araújo, Ernesto, Pedro Silva, Morato e Totói

CASA PIA – Edgar; Mário Silva, Domingues e Santos Russo; Pina e Serra Coelho; Santos II, Covas, «Seminário», Godinho e Rogério Silva

0-1 – Seminário / Covas – 26m
0-2 – Seminário / Godinho – 41m
1-2 – Ernesto – 51m
2-2 – Pedro Silva – 77m
3-2 – Morato – 88m



(Imagens – “Cidade de Tomar”, 11.07.1965)

(Imagem – “Record”, 06.07.1965)

(Imagens – “Mundo Desportivo”, 05.07.1965)



(Imagens – “Cidade de Tomar”, 04.07.1965)




(Imagens – “Cidade de Tomar”, 04.07.1965)

Campo Estrela, em Vendas Novas

Árbitro – Ilídio Cacho, de Lisboa

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Lino e Consciência (cap.); Mata e Dui; Araújo, Ernesto, Pedro Silva, Morato e Totói

PORTALEGRENSE – Santos; Félix, Reina e Pereira; Norman e Du; Manhoso, Casaca (cap.), Jacinto, Nunes e Bica

1-0 – Ernesto – 83m

(Imagem – “Cidade de Tomar”, 04.07.1965)

(Imagem – “República”, 30.06.1965)

Estádio da Fontedeira, em Portalegre

Árbitro – Mendonça da Rocha, de Lisboa

PORTALEGRENSE – Santos; Félix, Reina e Pereira; Calim e Norman Monteiro; Manhoso, Nunes, Jacinto, Du e Bica

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Lino e Consciência; Mata e Dui; Araújo, Ernesto, Pedro Silva, Morado e Totoi

1-0 – Bica – 15m
2-0 – Manhoso / Jacinto – 22m
2-1 – Morado – 50m
2-2 – Araújo / Mata – 58m
3-2 – Manhoso – 62m
3-3 – Ernesto – 83m

(Imagem – “Cidade de Tomar”, 04.07.1965)

(Imagem – “Record”, 29.06.1965)

(Imagens – “Mundo Desportivo”, 28.06.1965)

(Imagens – “Cidade de Tomar”, 27.06.1965)

Estádio Municipal de Tomar

Árbitro – Fernando Martins, de Lisboa

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Lino e Mário; Mata e Dui; Araújo, Ernesto, Morato, Pedro Silva e Totói

PORTALEGRENSE – Santos; Félix, Pereira e Norman; Reina e Calim; Monteiro, Manhoso, Jacinto, Nunes e Du

(Imagem – “Record”, 22.06.1965)

(Imagem – “Mundo Desportivo”, 21.06.1965)

Estádio Municipal de Tomar

Árbitro – Reinaldo Silva, de Leiria

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Dui e Consciência; Mata e Rocha; Araújo, Ernesto, Pedro Silva, Morado e Totói

V. LISBOA – Ernesto; Lopes, Roque e Mendes; Peralva, Santos, Alfredo, Aníbal, Afonso, Fernandes e Camilo

1-0 – … –
2-0 – … –
3-0 – … –
4-0 – … –
5-0 – … –
6-0 – … –
7-0 – … –
8-0 – … –
9-0 – … –
10-0 – Totoi –

Golos de Morado (4), Ernesto (3), Pedro Silva (2) e Totói (1).

Ao intervalo, 1-0.

(Imagens – “Cidade de Tomar”, 20.06.1965)

(Imagem – “Mundo Desportivo”, 14.06.1965)

                            Total               Casa            Fora
                   Jg  V  E  D    G    Pt   V  E  D   G     V  E  D   G
 1º U. Tomar       10  6  3  1  27- 7  15   4  1  - 19- 1   2  2  1  8- 6
 2º Tramagal       10  7  1  2  30-10  15   5  -  - 20- 2   2  1  2 10- 8
 3º Olivais        10  4  1  5  15-13   9   4  -  1 11- 5   -  1  4  4- 8
 4º Matrena        10  3  1  6   9-31   7   2  1  2  4- 9   1  -  4  5-22
 5º Torres Novas   10  3  1  6  17-19   7   3  1  1 14- 7   -  -  5  3-12
 6º Vitória Lisboa 10  2  3  5  14-32   7   2  2  1 11- 9   -  1  4  3-23

Torres Novas – Olivais – 2-1
Tramagal – Matrena – 8-0
U. Tomar – Vitória Lisboa – 10-0

O vencedor desta série foi determinado com base na 4ª fórmula de desempate:

1ª Número de pontos nos jogos entre as equipas empatadas (2-2)

2ª Diferença de golos nos jogos entre as equipas empatadas (2-2)

3ª Diferença de golos global – em toda a prova (20)

4ª Quociente de golos global – em toda a prova (U. Tomar, 3,85; Tramagal, 3)

5ª Menor número de derrotas (em toda a prova)

Nota – Na classificação final apresentada pelos jornais Record, Mundo Desportivo e Jornal de Notícias, é considerado como resultado do jogo V. Lisboa-Matrena, da 7ª jornada, o marcador de 2-2, em lugar de 2-3 (o qual fora, em primeira análise, no dia seguinte ao jogo, indicado por vários dos jornais consultados, à excepção do Jornal de Notícias – para além dos referidos, também o Diário de Notícias, Diário de Lisboa e República, assim como Cidade de Tomar – tendo sido posteriormente rectificadas as classificações pelo Record Mundo Desportivo, na passagem da 8ª para a 9ª jornada, de forma a considerar o mencionado resultado de 2-2). Por seu lado, o Diário de Notícias apresenta, na classificação final, Matrena, Torres Novas e Vitória Lisboa igualados a 7 pontos (de acordo com as regras de desempate em vigor na época, a ordenação das equipas empatadas era estabelecida em função dos resultados entre elas); Diário de Lisboa e República não publicaram a classificação final. Não se encontrava disponível para consulta o jornal  A Bola.

quadro64-65-final

(Imagem – “Record”, 15.06.1965)

Campo «Branca Lucas», nos Olivais, Lisboa

Árbitro – Inácio Baião, de Setúbal

S. L. OLIVAIS – Titão; Vitor Silva, Frutuoso e Chico; José Maria e Celso; Brás, Necas, Martins, Júlio e Teixeira

U. TOMAR – Bastos Nunes; Josué, Dui e Mário; Mata e Rocha; Araújo, Ernesto, Pedro Silva, Mamud e Totoi

— – … –
1-1 – … –
1-2 – … –

Golos de Brás e Ernesto (2).

(Ficha de jogo via “Mundo Desportivo”)

(Imagens – “Cidade de Tomar”, 13.06.1965)